"S. Vicente, 25 de abril de 1965.

Nazarius,

Recebi as suas duas cartas 29 de março e 6 de abril.

Entreguei a Kokoska o seu pedido de dez volumes de Queda e Salvação. Ele fará a remessa. Envio-lhe, hoje, o folheto de setenta páginas, “Encuentro con Teilhard de Chardin”, em espanhol, impresso em Santiago (Chile), que escrevi em sua casa em Grussaí, em fevereiro de 1964, ao seu lado, ajudado pelos cuidados de sua Leinha. Ele é um capítulo do volume A Descida dos Ideais, que estou encerrando, cerca de 400 páginas.

Este capítulo está saindo na Itália e, depois, sairá também em português.

O período em Grussaí ficará marcado nos meus livros pelo trabalho feito lá, onde escrevi também parte de Um Destino Seguindo Cristo.

Junto do folheto lhe envio os últimos números dos nossos boletins de S. Paulo, de Montevidéu, de Santiago e outro está sendo preparado em Brasília.

Como vê na folha do “Movimento Universitário”, do Rio de Janeiro, querem, também, usar A Grande Síntese para fazer um programa político. Este não é terreno meu. Publicaram de novo toda A Grande Síntese com comentários políticos.

O Cônsul voltou aqui na Páscoa, por poucos dias. Queria levar-me para Santiago, mas não fui. Lá houve um grande terremoto há pouco. Além disso, não posso entregar-me mais a viagens. Ele foi a Brasília para organizar um novo encontro, que será no início de 1966.

É melhor você viajar para cá em julho ou quando quiser. Poderemos conversar à vontade.

Pietro Ubaldi"

COMENTÁRIO

Pietro Ubaldi, seguro de sua missão e com a saúde abalada, renunciou a qualquer viagem, por mais agradável que fosse; tanto sacrifício somente em caso especial. Se no passado a perda de tempo era, para ele, um “crime de lesa evolução”, agora, os dias lhe são ainda mais preciosos. Conhecia o seu futuro, que se tornava cada vez mais promissor. O corpo se curvava sob o peso de longos anos vividos, mas o seu espírito continuava erecto para enfrentar, com altivez, a morte, que fatalmente lhe chegaria depois de 1971.

Viajar para Cotia era fácil, perto de São Paulo, além disso, lá o rendimento de seu trabalho era melhor. Aquele ambiente lhe fazia lembrar a Tenuta de Santo Antonio (Perúgia – Itália), onde escreveu a “Mensagem do Natal”, a “Mensagem do Perdão”, A Grande Síntese, As Noúres e Ascese Mística.

A praia de Grussaí ficou marcada na vida e Obra do Autor de A Grande Síntese, pelo descanso, pela paz e tranquilidade em companhia de Nazarius e sua esposa. Várias vezes se referiu à praia das casuarinas com Amor e gratidão. Essa praia fica seis quilômetros antes de Atafona. O livro A Descida dos Ideias e Um Destino Seguindo Cristo mencionam Grussaí, pelas razões já conhecidas de nossos leitores: “Encontro com Teilhard de Chardin” e “Libertação”.

Pietro Ubaldi ganhou fama não somente como místico e escritor, mas também como médium. Muitas vezes, foi assediado por gente que esperava receber através dele o milagre da saúde, o sucesso financeiro e até político. Os milagres que sempre fez e faz até hoje, são somente os espirituais. São incontáveis as pessoas que mudam de comportamento e encontram a paz almejada, a tranquilidade de espírito, quando estudam a Obra de Pietro Ubaldi. Não raro, melhoram de saúde.

 




  • pesquise na obra
  • avancemos
  • palestras e estudos
  • livro a lei de Deus
  • congressos
  • livraria