"S. Vicente, 6 de julho de 1961.

Nazarius,

Agradeço-lhe pela sua cartinha de há poucos dias.

Desculpe-me pelo silêncio devido a muito trabalho e preocupações.

Agradeço-lhe pelas boas palavras de amizade.

Aqui, também, não o esquecemos e se em julho aparecer, será benvindo, e trocaremos idéias e notícias. É bom você viajar até aqui, porque viajar para mim se torna sempre maior problema, com a patroa doente, não podemos deixá-la um momento. Todos nós a assistimos.

Obrigado pelo seu trabalho a favor do Prêmio Nobel. Espero a carta que me prometeu o amigo Clóvis. Fico-lhe sempre agradecido e não esqueço o bem que recebi dele.

Os outros aqui estão sempre na mesma e lhe enviam lembranças e saudades.

Parabéns pelo seu trabalho no ensino. Você está atingindo o seu grande objetivo. Votos de sempre maior sucesso.

Está quase pronto, na gráfica, outro volume, A Grande Batalha. Quando sair lhe enviaremos.

Esteve aqui o seu pai e tive a satisfação de abraçá-lo novamente. Está forte, parabéns!

Lembranças a todos os seus, saudades a todos os amigos e conhecidos. Agradecido por lembrar-se de mim.

Desejo-lhe toda felicidade e sucesso.

Pietro Ubaldi"

COMENTÁRIO

Quando Pietro Ubaldi escreveu A Grande Batalha, enfocou, com muita propriedade, os biótipos evoluído e involuído. Esse livro tem por objetivo mostrar a luta neste mundo entre os dois biótipos. Quando eles se defrontam, o segundo tanta sobrepor-se ao primeiro, mas a vitória espiritual é do evoluído. Para maior compreensão do leitor, é preciso que se dê o conceito do evoluído e do involuído. Para esta tarefa, ninguém melhor do que o próprio Autor:

“Para tornar mais evidente o nosso estudo, colocaremos em confronto dois tipos biológicos nitidamente individuáveis:

De um lado o biótipo mais adiantado, que vive em planos de evolução mais elevados que a média, o homem guiado pelo conhecimento que lhe vem da inteligência e da espiritualidade, o homem que vive na ordem por ter alcançado a consciência da Lei de Deus. Biótipo não comum, mas que já tem aparecido muitas vezes na Terra, onde não é totalmente desconhecido. Denominamos este tipo o evoluído.

De outro lado, colocamos o biótipo comum, menos adiantado, o homem que, não obstante envernizado de civilização, vive ainda no plano animal, do qual vemos aflorar nele os instintos, que continuam a formar a base da sua personalidade; homem ainda submetido à lei animal da luta pela seleção do mais forte, dirigido, acima de tudo, pelos instintos da fome e do amor, individualistas e egocêntricos, ainda inepto ao enquadramento numa ordem coletiva, na qual viver-se-ia na forma de sociedade orgânica. Homem regido em substância, além das aparências, por uma moral formada, em sua realidade, por interesses egoístas e por uma tábua de valores em cujo ápice se encontra o vencedor, a quem pertencem todos os direitos, enquanto ao vencido cabem todos os deveres. Com isso não pretendemos condenar; efetuamos, apenas, verificações a fim de estudo. A este tipo biológico, regido pelos seus instintos, filhos do passado, e não pelo conhecimento que a grande massa humana ainda não possui, denominamos, o involuído, para distingui-lo do outro tipo.

Não quer por isto dizer que todos sejam exclusivamente de um ou de outro tipo. As gradações, na prática, são inúmeras; na maioria dos casos nunca se encontra o tipo evolvido ou involuído absoluto, mas há sempre tipos intermediários, em que predominam, em porcentagens diversas, as características de um ou de outro. Este estudo, pois, não é uma acusação, mas quer ser objetivo e tem a finalidade de compreender o nosso mundo.”

Definido os dois tipos biológicos, o leitor compreende melhor como se desenrolaram os acontecimentos na vida de Pietro Ubaldi naqueles anos de 1953 a 1955. Transformar um episódio material em fenômeno espiritual e enquadrá-lo dentro da Lei, não foi tarefa fácil e o Autor a desempenhou com maestria, provando ser um grande mestre na arte de escrever, quando o referencial é o espírito. Com isto, também nos ensina que todos os acontecimentos de nossa vida cotidiana podem ser levados para o campo espiritual; basta colocá-los dentro da Lei.

 




  • pesquise na obra
  • avancemos
  • palestras e estudos
  • livro a lei de Deus
  • congressos
  • livraria