"S. Vicente, 27 de fevereiro de 1955.

Nazarius,

Tudo passa, mas tudo volta. A tempestade passou.

Agora, voltamos ao nosso trabalho e ao cumprimento do DEVER, este é uma necessidade e uma satisfação na vida. Devemos construir, cada um o seu caminho. Não se pode ficar parado à margem da estrada. A vida é uma coisa séria, não acha?

Você viu o trabalho e a luta que tenho para cumprir o meu dever. Cumprir o dever, para mim, é uma grande satisfação. A subida espiritual se faz através desta luta e não sentado, preguiçosamente, contemplando o céu. Para alcançar o céu é preciso subir até ele com o nosso próprio esforço.

Assim, devemos enfrentar nossas grandes lutas, cada um tem a sua. Você pelo seu futuro, porque está ainda jovem, eu cumprindo a minha missão, com a qual terminarei o caminho terreno.

Você me viu e me verá sempre trabalhando.

Fico-lhe tão agradecido pela sua visita e pela alegria que você me proporcionou, jamais me esquecerei. Meu pensamento estará sempre junto do seu.

Continue tranquilo, agora vai enfrentar um novo ano escolar, será bem sucedido.

Agradeça ao Clóvis, de minha parte, por querer traduzir a “Mensagem da Nova Era”.

Escreva-me que sempre lhe responderei.

Abraços a todos os seus e aos outros amigos.

Pietro Ubaldi"

COMENTÁRIO

“Tudo passa, mas tudo volta. A tempestade passou.” Em outra carta afirmou Pietro Ubaldi: “No conjunto vou bem e não deveria queixar-me de nada. Mas as preocupações me deixam triste e me levam a viver num mundo que sempre me fez e me faz desejar a morte.” Este fenômeno (período vibratório) é natural para quem está evoluindo. Vejamos:

Os capítulos XXV e XXVI, de A Grande Síntese, mostram o funcionamento da curva dos movimentos vorticosos. A nossa ascensão espiritual se dá subindo e descendo, ninguém evolui em linha reta, é sempre através de curvas ascendentes e descendentes. “A Vida humana é uma série de provas, de tentativas, de experiências.” “Tal como a semente produz o fruto, e o fruto produz a semente, assim o pensamento produz a ação e a ação produz o pensamento.” “O progresso só avança por meio de contínuos retornos a um ponto de partida, que gradualmente se desloca para a frente.” “Os atos, as experiências, as reações ao ambiente, fixam-se em automatismos psíquicos, tornam-se hábitos, depois serão instintos e idéias inatas.” São tantos os pensamentos ricos de conteúdo que encheríamos páginas e páginas.

Espiritualmente, muitas vezes caminhamos sem saber para onde, nem como estamos caminhando. A vida num plano mais alto exige que saibamos para onde e como caminhar. Cabe a cada um descobrir o seu próprio destino e não viver neste mundo apenas por viver.

A Obra de Pietro Ubaldi dá ao leitor a segurança necessária para a longa caminhada evolutiva, basta mergulhar no seu pensamento, porque é de uma profundeza e espiritualidade sem limites. Ensina a cada um a caminhar com suas próprias pernas. Não adianta pensar que esse ou aquele espírito elevado vai ser pistolão para nossa ascensão espiritual. É pura ilusão. Até a evolução coletiva é o resultado da evolução individual e cada indivíduo tem o seu débito e o seu crédito perante a Lei. Os seres elevados servem de exemplo e ajudam a nossa evolução, mas o esforço é nosso, precisamos conscientizar-nos disto. Recordamos a lição do mestre a seu discípulo: “Devemos construir, cada um o seu caminho. Não se pode ficar parado à margem da estrada.”

 




  • pesquise na obra
  • avancemos
  • palestras e estudos
  • livro a lei de Deus
  • congressos
  • livraria